Intolerância alimentares

intoleranciasNa semana passada falei no “stories” do Instagram de um exame de Intolerância alimentares que fiz no fim do mês passado e saiu no fim de Maio. Fiquei surpreendida? Nem tanto! Várias coisas desagradáveis estavam acontecendo no meu organismo já há uns 10 meses: perda de cabelo sem causa aparente, manchas na barriga e estofamento abdominal e há cerca de 5 meses leves enjoos e muita retenção de líquidos (não, não estou grávida). Alimento-me bem e os exames de sangue pareciam normais. Então, o que seria?

Resolvi tomar 2 atitudes: Fazer um exame genético para alimentação e esporte (está neste link) e um exame de intolerâncias alimentares. E hoje vou falar deste último. INTOLERÂNCIA ALIMENTAR.

Primeiro, qual a diferença entre Alergia e Intolerância:

  • A alergia  (mediada por IgE) é uma reação imunológica com sintomas imediatos.
  • A intolerância ocorre devido à uma alteração enzimática onde há formação de anticorpos IgG uma hipersensibilidade retardada, sendo que os sintomas normalmente não são imediatos e muitas vezes convivemos com eles sempre e não relacionamos com a alimentação.Intolerancias e alergias alimentares

Os principais SINTOMAS de intolerância alimentar são:

  • Retenção de Líquidos
  • Dor de cabeça e/ou enxaqueca
  • Intestino irregular podendo conter presença de muco
  • Muitos gases e sensação de abdômen estufado
  • Boca amarga
  • Tonturas e zumbidos no ouvido
  • Falta de apetite pela manhã
  • Compulsão alimentar e dificuldade de emagrecer
  • Imunidade suprimida
  • Cansaço e desânimo
  • Acne
  • Queda de cabelo
  • Dores no corpo
  • Insônia ou sensação de sono incompleto
  • Queratose pilar (bolinhas ásperas no braço ou pernas)
  • Rinite, sinusite, excesso de muco

Eu fiz, na minha Nutricionista, um exame de sangue que quantifica anticorpos IgG para 221 alimentos. E tenho intolerância a alimentos saudáveis como a clara de ovo (eu comia 4 ovos por dia), milho e castanha do Pará (estão todas na imagem abaixo).intolerancias vania

E agora? Cortei todos os alimentos que me fazem mal e após 21 dias: meu sono voltou a ser “de bebe”, perdi 3kg (acredito que de líquidos), o meu cabelo parou de cair e estou com mais energia. Acordo super bem disposta e ativa. Sem aquela preguiça de querer ficar na cama “só mais 5minutos”.

A minha nutricionista também reforçou os meus probióticos para que estas intolerâncias diminuam. E vou continuar 100% sem estes alimentos, pelo menos por enquanto, enquanto o meu corpo desinflama por completo.

As intolerâncias nunca vão sumir (ao contrário das alergias) mas a clara de ovo precisa baixar um pouco (estava super alta, acima do máximo) mas, daqui a uns meses já vou poder consumir, de vez em quando. No entanto, conhecendo-me como me conheço, acho que já a exclui do meu cardápio até porque também descobri que o meu corpo tem tendência à inflamação – mas isso é assunto para o exame de DNA- #cdfPelaSaude.

Como podemos ver a alimentação é algo muito particular. Só porque um alimento é visto como “saudável” não significa que ele seja saudável para você. Para mim a clara do ovo é um veneno, uma “kriptonita” que estava atacando o meu sistema imunológico e causando inflamações.

E quais os benefícios de retirar tais alimentos? Mais SAÚDE por diminuir processos inflamatórios. A causa da maior parte das doenças, incluindo o câncer. E ela é o nosso maior bem 🙏

Beijinhos e muita saúde,

vania castanheira

Siga também:
Instagram e Twitter @minhavidacomigo
Facebook https://www.facebook.com/MinhaVidaComigo
Youtube https://www.youtube.com/user/vaniacastanheira

8 Comentários to “Intolerância alimentares”

  1. DANIEL
    4 de agosto de 2018 às 17:15

    Olá, gostaria de saber onde consigo fazer o exame de intolerância alimentar e o preço. Sou do Recife.
    Estou sofrendo muito, vários problemas, um deles garganta irritada, tosse, já laringe, já cheguei a ir na emergência devido a problema na garganta, com medo de fechar, a sensação era essa, me informaram que eu estava com um pouco de edema na laringe, há anos fiz videolaringoscopia, cultura da garganta, mas não deu nada, desde sempre informavam que era refluxo, em 1990 fiz cirurgia de hérnia de hiato, na época sentia muito dar no estômago, fiquei totalmente bom, no ano de 2006 comecei que problemas na garganta, foi detectado refluxo e até hoje sofro, comecei tomando omeprazol, passei para pantoprazol de 40, depois esomeprazol de 40 (na época que comecei só existia nexium, hoje existe o genérico), já cheguei a tomar até o dexlansoprazol. A gastro atual falou que tudo está sendo provocado por alimentos e disse que preciso fazer o exame de intolerância alimentar, mas que não faz em Pernambuco. Vivo sem ter qualidade de vida, desde fevereiro piorei muito, estava de férias e não sai de casa um dia devido a problemas de saúde, garganta, respiratório, de pele, alergias, etc…Por favor me ajude com essa informação. Daniel – Recife.

  2. Juliana Gatto
    14 de março de 2018 às 14:25

    Oi Vânia.. muito bom o seu post..

    Tb fiz esse exame que o meu médico ortomolecular pediu. Tive praticamente as mesmas intolerâncias que vc.. leite, ovo, trigo, milho..

    Estou muito desanimada, pq amoooo comer.. e tirando esses alimentos, fica bem complicado se alimentar bem.

    Vc tem uma nutricionista em SP para indicar?

    Obrigada, Juliana

  3. Christiane e
    4 de janeiro de 2018 às 11:45

    Oi Vânia! Tive CA de mama em 2016 e faço revisões à cada 6 meses em SP,vc pode indicar onde faço esses testes e uma nutricionista ou nutróloga que passe esses exames,

    • 7 de janeiro de 2018 às 19:41

      Olá Christiane tudo bem?
      Como não sei onde mora sugiro que envie um e-mail para o contato que coloquei no post (financeiro@dfmedica.com.br) e nele escreva o seu CEP para saber onde pode fazer o exame e qual o valor.
      Beijinhos grandes e boa sorte

  4. Filomena Miguens
    14 de agosto de 2017 às 16:05

    Obrigada Vânia.Sou uma mulher de 53 anos com CA de mama em remissão aparente. Gostava muito de fazer um teste de intolerâncias alimentares. Sabe-me indicar em Lisboa – Portugal um local indicado para o fazer. Muito obrigada mais uma vez por mais um artigo interessantíssimo!Um grande beijinho. Filomena

  5. 21 de junho de 2017 às 12:26

    Muito legal esse post! bj

Escreva um comentário

*